7.5.16

O filho do condutor de autocarros

O novo Mayor de Londres é o filho de um condutor de autocarros, imigrante de segunda geração. 
A sua eleição toca-me porque é um sinal de que a mobilidade social e a capacidade de integração dos cidadãos no Reino Unido permitiram ao jovem Sadik criar para si um percurso que o levou ao sucesso na carreira que escolheu. E toca-me mais ainda porque os londrinos demonstraram ao snob conservador que a sua cidade é democrática e é cosmopolita, não se verga a linhagens nem a preconceitos raciais, sociais e religiosos.
A confissão religiosa de Khan a mim só me interessa num ponto: a eleição deste muçulmano demonstra que os eleitores londrinos não votaram por clivagens religiosas mas por clivagens políticas. É essa Europa que queremos no século XXI.

3 comentários:

Anónimo disse...

Excelente.

Paulina Santos disse...

Perfeito!Melhor é impossível!

P. disse...

Não votaram por clivagens religiosas ... será?

Mas como já tinha dito antes, lamento que um facto desses (filho de um motorista, ...) seja notícia e não normalidade.
Até acredito que seja muito mais "normalidade" do que se quer aqui "empadeirar". Já fomos investigar quais os antepassados de todos os politicos, mayores de Londres ou maires de Paris, ou mesmo primeiro-ministros?