31.5.17

Rendimento Básico Incondicional? O meu testemunho

A equipa que mais tem estudado o direito e a proteção social lançou o debate sobre o Rendimento Básico Incondicional na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Fui, com prazer, testemunhar a minha perceção sobre o debate e as minhas dúvidas sobre a ideia, começando pela diferença entre pensar a inclusão como acesso a uma prestação que liberta de necessidade e obrigações e pensá-la como acesso a prestação que liberta da necessidade e dá acesso a oportunidades que implicam obrigações.
Os organizadores disponibilizaram o vídeo. Aqui está ele.


1 comentário:

Helder Guerreiro disse...

Excelente intervenção! É sempre bom ouvir uma abordagem inteligente...
Queria apenas fazer dois apontamentos:
1. tenho acompanhado, com alguma distância, este tema e a forma como tem vindo a ser debatido e sinto que tem crescido em Portugal. Este crescimento do debate tem juntado pessoas e isso é muito interessante e a acompanhar nos próximos tempos;
2. este tema, muito antigo, é algo que nos impele a olhar para as politicas sociais de um ponto bastante diferente e parecia ser sempre do lado da ruptura com as politicas actuais mas a sua intervenção coloca-o numa linha de modelação/alteração do RSI identificado bem uma questão central para o seu sucesso e que é a defesa da liberdade.
E era isto para já